BLOG SPORT BIKE

"NUNCA ANDE PELO CAMINHO TRAÇADO, POIS ELE CONDUZ SOMENTE ATÉ AONDE OS OUTROS FORAM". Alexander Grahan Bell.

Translate

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

BICICLETADA EM CAMPINAS

Queridos amigos,
Estamos organizando a primeira BICICLETADA da cidade de Campinas. Trata-se de um movimento que acontece no dia 22 de setembro - DIA MUNDIAL SEM CARRO - em diferentes partes do planeta. No Brasil já são várias cidades participantes (para saber sobre outros locais, visite o site http://www.bicicletada.org/).

A ideia é reunir simpatizantes desse democrático e ecológico meio de transporte para chamar a atenção da sociedade sobre o uso excessivo do automóvel, além de conscientizar os motoristas sobre o compartilhamento pacífico do espaço nas ruas.

Se você se interessa pela causa, se simplesmente gosta de andar de bike, ou também, se está esperando uma boa desculpa para tirar a poeira daquela magrela esquecida na garagem, chegou a hora! O percurso vai ser tranquilo, bora pedalar! Quanto mais gente, melhor!!! Olha só: você dá uma volta pela cidade, conhece pessoais legais e, de quebra, ganha a chance de ajudar instituições de caridade com a doação de itens domésticos diversos! Imperdível!!!

IMPORTANTE: Como o evento não tem líderes, responsáveis ou patrocinadores, a divulgação está sendo feita de maneira totalmente voluntária! Divulgue para todos os seus amigos! Mais informações no site www.bicicletada.org/campinas.
Abraços e vejo vocês dia 22 de setembro, na Arautos da Paz a partir das 18h.

Obrigado!
Ricardo Faiock
______
Segue, abaixo, o percurso que deverá ser adotado na bicicletada e fotos.
Praça Arauto da Paz, Av. Dr. Heitor Penteado, Av. Júlio Prestes, Av. José de Souza Campos, Av. João Mendes Jr., R. Santos Dumont, R. Olavo Bilac, Av. Julio de Mesquita, 01 volta no Centro de Convivência, R. Gen. Osório, Av. Anchieta (pista da esquerda), Av. Orozimbo Maia (pista da direita), R. José Paulino, R. Br. Geraldo de Resende, Av. Br. de Itapura (pista da direita), R. Carolina Florence, Av. Almeida Garret, Av. Dr. Heitor Penteado e finalizando novamente na Praça Arauto da Paz. Percurso total de 15 quilômetros.
Lembre-se, amante do ciclismo, jamais esqueça os equipamentos básicos de segurança: capacete, luvas e óculos.

Circuito das Frutas de Mountain Bike

Domingo, 23, aconteceu em Louveira-SP a VI Copa Maratona de MTB. Foi a terceira etapa da competição - edição 2009. O tempo "fechado" e a chuva, no final da prova, não incomodaram os participantes. Aliás, a festa no podium, com a entrega dos troféus, foi debaixo de muito chuva. Nem isso estragou o brilhantismo da festa. Confira os resultados da equipe Ecos Bikers (Campinas) e o vídeo abaixo.

42KM
Número
39115 RODRIGO GOMES - 02:15:37 ECOS BIKERS;
40217 RICARDO ALEXANDRE FOCCHI 02:16:28 ECOS BIKERS
48342 VAGNER DOS SANTOS 02:25:48 ECOS BIKERS

32KM
Número
4905 ELAINE DELGADO 02:25:56 ECOS BIKERS
13880 PALMIERI 02:31:13 ECOS BIKERS
5903 ROSANA CASTILHO 02:32:55 ECOS BIKERS

10 KM
Número
88 SERGIO CASTILHO 00:41:01 ECOS BIKERS


video
Lembre-se, amante do ciclismo, jamais esqueça os equipamentos básicos de segurança: capacete, luvas e óculos.
No último dia 15 de agosto fui para mais um passeio mega animado em Joaquim Egídio. Desta vez o pedal rendeu pelas trilhas de Malabar retornando por Girolândia, pelo menos foi isso que entendi. Há trechos que o biker tem que ter malícia, controle e experiência sobre a magrela devido a dificuldade. Pedras parecem brotar do chão, além de poças. Bem, melhor eu nem falar... veja o vídeo e tire as próprias conclusões da situação bizarra. Teve gente que reclamou muito por ter ficado para trás no último pedal... naquele eu não estava, mas nosso amigo ficou triste, muiiiiito triste... entendeu Zé!?!?


video

Lembre-se, amante do ciclismo, jamais esqueça os equipamentos básicos de segurança: capacete, luvas e óculos.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Campos do Jordão à Paraty

Da esquerda para a direita: Ribas, Roni, Zwi e Denis

Integrantes do Domingueiras Bike, literalmente, suaram a camiseta do grupo de pedal após percorrerem cerca de 300 quilômetros. Entre os dias 26 e 31 de julho, os ciclistas Roni, Denis, Zwi e Ribas pedalaram de Campos de Jordão à Paraty. "Foi um momento que encontrei comigo mesmo", disse Zwi ainda emocionado ao se recordar da experiência. "Todos nós temos que experimentar um passeio igual aquele", completa o ciclista. O quarteto enfrentou temperaturas adversas, ou calor, ou muito frio. A dificuldade do trajeto também colocou o grupo a exigente teste de persistência e determinação. As subidas eram tão difíceis quanto as descidas que comprometeram as pastilhas de freio das bikes do Roni e do Denis. "Teve declives tão acentuados que tivemos de fazer o trajeto levando a bicicleta a pé pela falta de freio", afirmou Denis. Outro agravante que dificultou o equilíbrio dos "pedalantes" foi o peso que cada um teve de transportar durante o passeio. Com os objetos pessoais nos alforjes, os cerca de 25 quilos foram incômodos durante o pedal. Mas nada disso estragou a alegria, a emoção e a determinação dos ciclistas ao pedalar uma média de 70 quilômetros por dia. "A exuberante paisagem e o calor humano das pessoas que nos acolheram 'fizeram' a diferença", afirmou Zwi.
Veja as fotos no link abaixo.
Lembre-se, amante do ciclismo, jamais esqueça os equipamentos básicos de segurança: capacete, luvas e óculos.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

A "transparência" da felicidade de um biker

Este raio X destaca com realidade e muiiiiita "transparência" a felicidade que todos nós amantes do ciclismo ficamos ao pedalar. Irradiamos uma energia tão contagiante, que cansaço algum é capaz de derrotar nossos limites. De Rodrigo Damaceno, o "Digão", do Campinas Bike Clube (CBC), para o BlogSportBike.
Lembre-se, amante do ciclismo, jamais esqueça os equipamentos básicos de segurança. Faça como nosso amigo do raio X, use capacete, luvas e óculos.

"Tire o melhor de sua bike"

A revista eletrônica Men's Health, da Abril.com, publicou no dia 22 de julho passado uma reportagem interessante voltada para nós ciclistas. Tire o melhor de sua bike é o título da matéria em que o repórter Rodrigo Gerhardt destaca, entre outros assuntos, a preparação física do ciclista, além dos ajustes da magrela e, fundamentalmente, como pedalar na rua com segurança. Vale a pena ler.
Lembre-se, amante do ciclismo, jamais esqueça os equipamentos básicos de segurança: capacete, luvas e óculos.

domingo, 2 de agosto de 2009

Pedreira... e que pedreira!!!


Esses últimos 15 dias de julho não foram nada estimulantes. Bastava o fim de semana chegar, que o mundo desabava. Eu, particularmente, já estava mofando dentro de casa e com total desânimo ao ver aquele dilúvio todo. Mas, enfim, a chuva deu uma trégua e partimos, felizes para o nosso ponto de encontro de todo sábado: Joaquim Egídio, distrito de Campinas-SP.
Como todo fim de semana lá estavam me aguardando, o Zé e o Waltão. Bem, para completar o quarteto, o Cidão deu "cano". Além de nós três, outros ciclistas bem entusiasmados juntaram-se a nós, ou nós nos juntamos a eles? Isso não importa, o que vale é o companheirismo de sempre em nossas pedaladas. Norberto, Rodrigo, Emerson e Ivaldo e suas respectivas bikes, somando-se às nossas, juntos partimos para o município de Pedreira. Eu perguntei: P e d r e i r a, vocês têm certeza disso??? É longe!!! A resposta foi direta: S I M. Fiquei imaginando ir à Pedreira pela rodovia que é bem complicado. Mas, aos poucos fui percebendo que pela trilha não é nenhum absurdo, pois parte do trajeto eu já conhecia. Confesso que fiquei surpreso não só pela vista deslumbrante do local, como também do percurso que é bastante radical com altos (realmente uma pedreira) e baixos (a toda velocidade). Chegamos no centro de compras da cidade turística, demos um tempinho por lá observando o movimento do local e seguimos de volta, também pela trilha, dessa vez pelas três pontes. Foram cerca de 5 horas de pedal, retornado a Joaquim Egídio às 13 horas. Valeu o passeio.
Percurso
Ida: Posto de Joaquim Egídio - Bar do Vicente - CPFL (Estação Jaguarí) - Pedreira.
Volta: - Pedreira - Três Pontes - San Conrado - Joaquim Egídio.
Distância: 55 kms. Nível de dificuldade: (Técnica) alto / (Física) alto.
Ao fundo: Ivaldo e Zé
À frente: Anthony, Waltão, Rodrigo e Emerson
Foto: Norberto



Norberto
Emerson
Rodrigo
Ivaldo

Lembre-se, amante do ciclismo, jamais esqueça os equipamentos básicos de segurança: capacete, luvas e óculos.